sexta-feira, 22 de julho de 2011

Você me desequilibra e me deixa em paz.

Lola+et+mael_large
Tenho me confundido na tentativa de te decifrar, todos os dias. Mas confuso, perdido, sozinho, minha única certeza é que de cada vez aumenta ainda mais minha necessidade de ti. Torna-se desesperada, urgente. Eu já não sei o que faço. Não sinto nenhuma outra alegria além de ti. Como pude cair assim nesse fundo poço? Quando foi que me desequilibrei? Não quero me afogar: Quero beber tua água. Não te negues, minha sede é clara.
- Caio F. Abreu, só meu s2.

7 comentários:

  1. "Como pude cair assim nesse fundo poço? Quando foi que me desequilibrei? Não quero me afogar" Tudo que estou sentindo, tudo. :*

    ResponderExcluir
  2. Eu amo declarações e imagina o quando mais eu amo as declarações do Caio.
    Te convido a visitar mais vezes o meu blog, beijão!

    ResponderExcluir
  3. Sensação gostosa e perigosa, salto sem rede de proteção.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. Que incrível, Laís!
    O Caio fala de uma maneira encantadora aquilo que sentimos e não fazemos ideia de como dizer.

    'Não sinto nenhuma outra alegria além de ti.'
    =/

    sei como é.

    beeijo, minha flor mais linda!
    Bom domingo e ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. 'Tenho me confundido na tentativa de te decifrar' (...) Sinto-me exatamente assim. (:

    ResponderExcluir

Pior do que uma mulher que fala o que pensa é uma mulher que escreve. (Tati Bernardi)