sexta-feira, 30 de julho de 2010

As pessoas sempre vão embora.

Tá, esse post nem será lido, mas enfim. Sempre que escrevo tem algo meu nos meus personagens, nas minhas histórias, nas minhas palavras. Meus dedos, nesse exato momento, tentam encontrar as letras no teclado do meu notebook mas, elas parecem fugir, como se não me conhecessem, logo eu que passei inúmeras noites debruçada nesse teclado, criando, imaginado, rindo com minhas loucas histórias, resenhas, escritos, teorias . Nunca quis um blog para ser meu diário virtual, nem o queria para colocar meus escritos, mas de repente o coração pediu e eu aceitei, como sempre, o queria para um fim especifico: expor minha paixão. Sempre gostei do que faço, desde que me entendo por gente eu escrevo, é uma maneira de conversar com o papel, se é que vocês me entendem, acho que aqui eu posso tentar ser eu. Decidi compartilhar desse momento com vocês, acho que fiz amigas(os) com esse pedaço de mim (blog), com tudo que eu escrevi, alguma vez fui capaz de tocar o coração das pessoas. Talvez vocês estejam me achando idiota, retardada e doente, é, tudo bem talvez eu seja tudo isso mesmo, mas isso é a concepção de vocês, e a minha concepção... é bem, não existe, porque eu estou me perguntando: Quem sou eu? É, meio que a parada de auto-conhecimento chegou para mim, acho que tarde demais, afinal estou a completar 17 primaveras. Certo, como vou começar o meu depoimento, eu espero que seja o único, eu não quero expor minha vida "pessoal" para vocês, acho que meus problemas não serão resolvidos assim, mas já que eu estou no meu quarto sem abrir a janela há quase 4 dias, sem ver o sol, e sem tirar a minha camisola velha, acho que a única maneira é realmente tentando dizer o que se passa nesse meu velho coração.
E a primeira pergunta é: Por que as pessoas vão embora? Elas sempre vão. Eu devia ter me acostumado com a despedida, ela acontece com freqüência em minha vida. É tipo assim: hoje eu estou feliz e amanhã alguém vai embora. É como se eu tivesse um ímã, mas esse não me atrai as pessoas que eu gosto, ele afasta.
Primeiro foi meu pai que nem esperou eu completar 1 ano de idade para ir embora. Tipo sumir do mapa, e aparecer 16 anos depois querendo o amor de filha e tentando ser pai, por favor se alguém souber de uma escola que ensine a ser pai me informe, preciso mandar o meu pra lá.E depois dele vieram tantos que eu devia estar acostumada com o clima de despedida e com as palavras: adeus e saudades, mas não. Toda vez que isso acontece eu fico com meu coração dilacerado, e dessa vez eu fiquei com meu coração dilacerado, e minha mente confusa. Eu malmente sei quem eu sou, de que eu gosto, nem forças para escrever eu tenho mais, nem imaginação para criar personagens, nem criatividade, nem arte, nem porcaria nenhuma. E como senão bastasse meu momento "auto-conhecimento urgente", aqueles que eu preciso por perto nunca estão. Dica: não espere por ninguém, quando você mais precisa eles não estão. Eles sempre vão embora, involuntariamente,inconscientemente, sem razão alguma. Eles sempre vão e e deixam a mágoa, a saudade e pergunta: "O que eu fiz dessa vez?" , eles sempre vão, uns voltam, diferentes mas voltam, outros nem um SMS dizendo: "Estou bem" mandam pra você, é isso mesmo, como se você inexistente. Eles sempre pegam o avião, o ônibus, a bicicleta e vão embora, vão embora sem se preocupar como você vai ficar dilacerada e como você pode não sobreviver, eles sempre vão como se você fosse uma boneca que eles colocam na estante deixa pegar poeira e voltam. Voltam querendo receber um perdão meio que instantaneamente, isso não é legal, talvez devêssemos nos perguntar antes de partir: "E se eu voltar as coisas estarão como sempre?" . É isso, sempre vai ser assim, as pessoas erram, isso é normal, muito normal até, errar é inevitável. Mas não espere sempre receber um "Eu te perdoou" sempre que você errar. Desculpem, talvez vocês não entendam.
As pessoas? Sempre vão embora, e eu? Ah eu sempre vou ficar aqui dilaceradamente destruída com a partida delas, me perguntando onde foi que eu errei, se elas vão voltar. Eu ficarei sempre aqui com meu coração caido ao chão, despedaçado tentando remonta-lo. Eu sempre ficarei aqui, mas não é sempre que eu vou perdoar.
1. Por que as pessoas sempre vão embora?
2. Será que você realmente se conheci? Será que você ainda pode se surpreender consigo mesma?
3. Se o tal do amor existe, aqui vai um recado para ele: "Para de fugir de mim, eu não sou o seu amiguinho rancor, ou ódio, eu sou apenas uma pessoa que precisa de você."
4. Será que eu realmente soube viver a vida?
P.S.: Desculpe pelo meu longo texto, tô castigando esses dias.

7 comentários:

  1. Como sempre se expressando muito bem seus sentimentos em Laii !
    Seu texto está otimo amor, continue assim e você será uma escritora de sucesso...
    Saudades

    ResponderExcluir
  2. Flor.

    Não pergunte se você soube viver a vida, a sua está apenas começando. Decepções, mágoas, abandono, quem está livre disso? De se frustrar?

    não espere por ninguém, quando você mais precisa eles não estão

    Acho que essa é aforma que a vida encontrou de nos mostrar, que, conosco só estamos nós mesmo. Mais ninguém... no fim das contas.

    Abra essa janela, tire essa camilsola, e abra um sorriso para a vida, nada como o tempo para mostrar e mudar as coisas.

    Beijo grande e fique bem

    ResponderExcluir
  3. é Lai, como Silvia disse, vá a luta, vc é linda inteligente, gente boa, tudo de bom, não vale ficar assim por causa de vc sabe quem.

    Só um novo amor para esquecer outro.
    A felicidade pode estar onde vc menos espera, dê uma banana pra "akele" e recomece a andar!

    Uma musica para vc: Amor pra recomeçar - Frejat

    Bejos, fica bem!

    ResponderExcluir
  4. Sempre me pego perguntando a mesma coisa: ''Porque as pessoas tem que partir?'' Isso da boca pra fora, pois por dentro continuam uma inundação de frases... ''Porque as pessoas tem que partir?... (e deixar sempre um fio de esperança sobre o retorno, porque vão embora deixando um pouco de si? Será que voltam? quando?)
    Então minha amada Laís, esta dúvida sempre será constante em nossas vidas, pense, se estas pessoas sequer mandam um catão, é porque sequer são dignas disto.
    Ah, como é sensivel teus sentimentos, e a forma como te importas com os outros é tão doce e leve, sei que ao menos que dsejo é isso de volta, mais lembra, as pessoas se diferem entre si, e o amor? aaah o amor, não habita em certos corações, como habita o teu!

    Eu admiro ferreneamente você, e espero um dia ter essa sensibilidade que tens.

    Um grande beijo com muitos sorrisos e uma mãozinha singela que abra tua janela e deixe o sol entrar, para brilhar grandemente sobre teus olhos!

    ResponderExcluir
  5. Meu amor que saudade de ti...
    Lendo A HORA DA ESTRELA? é uma linda opção, macabáe com certeza falara muito contigo.
    Te desejo todas as melhores coisas desse mundo.
    Te adoro<3

    ResponderExcluir
  6. Desculpe ter sumido do email, é uma longa história, deu um rolo lá. Mais responderei todos!

    Não esqueça, onde estiver segurarei tuas mãos.

    ResponderExcluir
  7. Tem um mimo todo especial para você lá no meu blog, passa lá minha pequena.

    http://folhasdemeuoutono.blogspot.com/2010/08/blogs-selo-de-ouro.html

    Beijos <3

    ResponderExcluir

Pior do que uma mulher que fala o que pensa é uma mulher que escreve. (Tati Bernardi)